quinta-feira, 15 de outubro de 2009

(1) O começo do começo... (Parte I)

quinta-feira, 15 de outubro de 2009
Aimée corria desesperadamente sem saber para que direção seus pés a levavam, mas isso não era o que mais a importava. Ao fundo, latidos de cães e o barulho de seus passos nas pedras que calçavam a antiga rua eram acrescidos aos de mais alguém. E depois disso nada. Apenas o velho, úmido e sombrio silêncio das ruas de Boordeaux. Neste instante, Aimée para bruscamente ao perceber que os passos que pareciam a seguir, agora, estavam vindo ao seu encontro. A idéia de deixar o pequeno vilarejo onde nascera anos atrás já não lhe parecia algo tão sensato.

O terror corria em cada veia, em cada parte de seu corpo e a gélida noite se apresentava como um ceifador silencioso que lhe tirava o oxigênio do ar, levando consigo seus suspiros e tormentos. De súbito, eis que ao longe surge uma face pálida, triste, sombria. Cabelos pretos, levemente compridos, lisos e uma silhueta magra se aproximava cada vez mais, deixando o ar embriagado minuto a minuto e desordenando os pensamentos mais claros que a jovem tinha em mente. Aquele ser era estranhamente encantador e, de forma esquisita, parecia dispor de uma beleza quase que insana.

Deslumbrando aquele semblante fugaz, Aimée já não queria mais correr. Lentamente, passo a passo, a ingênua e doce jovem cedia àquele momento. O homem congelado a sua frente não parecia fazer qualquer esforço para que a jovem agora quisesse vir até ele. O ar era notoriamente carregado de um doce perfume, e os olhos que já haviam visto tanto vislumbravam diante da imagem que lhes era apresentada. Por um breve instante Aimée sentiu o melhor e o pior que um ser possa experimentar neste mundo e com passos incertos, trêmulos e o pavor mais apaixonante que já sentira, a menina se juntou àquele que agora possuía cada linha de sua tênue vida.

(continua ...)

8 comentários:

Saimon disse...

Parabéns.
Acompanharei dia-a-dia.

Rafael Fraga disse...

Rá!

vamos ver até onde sua empreitada vai te levar...

estarei acompanhando...

^_^

nanny's. disse...

Tá lindo o blog Mônica
talento eu sempre soube que tu tem :)
continuarei acompanhando as aventuras de Aimeé!!

saudade de conversar contigo e nem perceber que as horas passavaaam ashaush

;**

Tac MMORPG disse...

Muito bem escrito, ta certo que algumas palavras eu não fasso minima idéia do significado, vi o blog no orkut, e outra, também sou gaucho. XD

SuélenCristina* disse...

Môni! Estou com água na boca já! parei pra ler com calma agora de madrugada... e quero maaaais!!! Bjoooos

::mônica:: disse...

Olá pessoal! Fico mto feliz que vcs estejam gostando! Vou fazer o máximo que puder para que tenham cada vez mais supresas e aventuras com a Aimée =)

P.S1: Nany!!!!! nem me fala... aquele tempo era bom d++ *-*

P.S2: Su! Era tua campanha =D Logo, o resto do povo entra na historia ^^

bom.. um super bjo a todos e mto obrigada por me presentearem com suas visitas!

Rafael Fraga disse...

naaaa me lambe!!!

hauhauhauha

me heala Trilla!!!

Edward disse...

Ola, acabei de começar a acompanhar seu livro-blog, até agora só li o inicio mas ja estou tentado a ler mais, como você também gosto muito de escrever e ja até pensei em fazer um blog como o seu pois tenho muitas histórias que escrevi que ainda não sairam da gaveta, muitas vezes tenho vontade de para de escrever para mim mesmo e expor para as pessoas, mas sinto que não vai gerar muito interesse.
Gostei muito do seu blog, aprecio muito histórias assim, boa sorte e sucessos com o blog

Postar um comentário

Obrigada por deixar seu comentário!
Prometo que assim que tiver um tempinho responderei =D

 
Le Pivione - O blog livro © 2008. Design by Pocket
Creative Commons License
Le Pivione by Mônica M. do Amarante is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License
BlogBlogs.Com.Br